Ambiente
Biodiversidade e paisagem

A integração paisagística de infraestruturas elétricas é alvo de um conjunto de ações por parte da EDP Distribuição. Como acontece em qualquer intervenção no âmbito da valorização da paisagem, são tidos em conta aspetos estéticos e funcionais, interdependentes entre si.

 

Os objetivos da integração paisagística são:

> Respeitar e proteger a paisagem, evitando prejuízos decorrentes de intervenções sobre a vegetação, formações rochosas, superfícies ou cursos de água e promovendo a cicatrização das feridas abertas na paisagem;

> Revelar, realçar e enquadrar a paisagem, escolhendo os locais de intervenção, salvaguardando pontos ou acontecimentos de maior valia paisagística;

> Modelar, recompor e compor a paisagem degradada, promovendo ou reconstituindo a sua compartimentação vegetal, contribuindo com o próprio traçado.

 

Com o objetivo de se aplicar as melhores soluções de integração paisagística, foi definido um manual de boas práticas, com o apoio do Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos da Universidade do Porto (CIBIO). Este manual funciona como instrumento orientador das soluções técnico-económicas e ambientais recomendadas, na fase de projeto de novas infraestruturas, bem como na correção de infraestruturas existentes, tendo em conta a tipologia das infraestruturas e os diversos contextos de paisagem que caraterizam o território nacional.