Energias renováveis
A energia limpa é a energia do amanhã.

 

Enquanto a procura de energia em termos globais deverá aumentar mais de 30% ao longo dos próximos 20 anos, a necessidade de reduzir as emissões de gases de efeito estufa (GEE) para combater as alterações climáticas é um dos principais desafios deste século. Este desafio, e em particular o objetivo de manter o aquecimento global abaixo dos 2°C, requer uma mudança urgente para uma economia de baixo carbono.

Neste cenário, é esperado que as energias renováveis desempenhem um papel chave no setor da energia, que é o maior contribuinte para as emissões de GEE. A energia renovável tem provado ser uma fonte competitiva de energia, com uma forte contribuição para o crescimento do produto interno bruto, além de  atenuar os potenciais impactos na economia que as alterações climáticas trariam.

A EDP Renováveis é líder mundial no setor das energias renováveis e o quarto maior produtor mundial de energia eólica. A EDP tem como meta aumentar a capacidade de produção de renováveis para 76% em dois anos.

 

Vantagens das energias renováveis

Um caminho imediato para descarbonizar o mix energético global

O incremento das energias renováveis é essencial para cumprir as metas climáticas sem desacelerar o crescimento económico e reduzir o bem-estar. De acordo com a “IRENA” (Agência Internacional de Energia Renovável), duplicar a quota de energias renováveis até 2030 poderia resultar em cerca de metade das reduções de emissões exigidas e, juntamente com a eficiência energética, manter o aumento médio da temperaturas abaixo de 2°C, evitando, em última instância, os piores impactos das alterações climáticas.

 

Potenciar o crescimento económico e melhorar a segurança energética

Hoje, as tecnologias de energia renovável são vistas não só como ferramentas para atenuar as alterações climáticas, mas também como investimentos que podem proporcionar benefícios económicos diretos e indiretos.  A energia renovável pode reduzir a dependência interna de combustíveis importados, melhorando assim os desequilíbrios comerciais bem como a segurança energética, impulsionando o desenvolvimento económico e criando emprego.

 

As energias renováveis são exequíveis e economicamente viáveis

Os baixos custos das tecnologias das energias renováveis estão a permitir a transição energética não só possível, como menos dispendiosa do que a alternativa. Esta é a razão pela qual um número crescente de empresas privadas estão a optar por energias renováveis para preencherem as suas necessidades de energia , incluindo alguns dos maiores do mundo, como a Apple, Ikea, Amazon, Wal-Mart e Lego.

 

Os custos associados às ações para combater as alterações climáticas poderão ser inferiores aos custos associados à inércia

Muitos estudos analisaram os custos das ações sobre as alterações climáticas em comparação com os custos da “inércia” (business as usual). A maioria dos estudos concordam com o facto de que se não se agir agora, os custos globais e os riscos das alterações climáticas serão superiores aos custos das opções de mitigação. A maioria dos estudos concluem que os potenciais impactos potenciais das alterações climáticas sobre os recursos hídricos, a produção de alimentos, saúde e meio ambiente, entre outros, irão provocar perdas importantes para as economias. Em vez disso, os custos de opções de mitigação (principalmente a implantação de energias renováveis) terá um impacto insignificante em termos agregados.