Indicadores
Continuidade do serviço

 

Respeitando o Regulamento da Qualidade de Serviço, a EDP Distribuição apura vários indicadores que caracterizam a continuidade do serviço da rede de distribuição, para os diferentes níveis de tensão.

Veja Tudo Feche Tudo
Classificação das interrupções

Subsecção 1: Quanto à duração

Interrupção breve – interrupção com uma duração igual ou superior a um segundo e inferior ou igual a três minutos

Interrupção longa – interrupção com uma duração superior a três minutos

Subsecção 2: Quanto ao tipo

Interrupções previstas – as interrupções em que os clientes são informados com antecedência mínima fixada no regulamento de relações comerciais (RRCEEE)

Interrupções acidentais - as restantes

Subsecção 3: Quanto à causa

Casos fortuitos ou de força maior

Razões de interesse público

Razões de serviço

Razões de segurança

Facto imputável aos operadores de outras redes ou instalações

Facto imputável ao cliente

Acordo com o cliente

Causas acidentais próprias do operador de rede.

Indicadores gerais de continuidade de serviço

SAIFI (alta, média e baixa tensão) - Frequência média de interrupções longas do sistema (sigla adotada internacionalmente a partir da designação em língua inglesa do indicador “System Average Interruption Frequency Index”);

SAIDI (alta, média e baixa tensão) - Duração média das interrupções longas do sistema (sigla adotada internacionalmente a partir da designação em língua inglesa do indicador “System Average Interruption Duration Index”);

MAIFI (alta e média tensão) - Frequência média de interrupções breves do sistema (sigla adotada internacionalmente a partir da designação em língua inglesa do indicador “Momentary Average Interruption Frequency Index”);

TIEPI (média tensão) - Tempo de interrupção equivalente da potência instalada;

END - Energia não distribuída.

Indicadores individuais de continuidade de serviço

O operador de rede de distribuição deve determinar, em cada ano civil e para todos os pontos de entrega:

> Zona A: capitais de distrito e localidades com mais de 25 000 clientes;

> Número de interrupções;

> Duração total das interrupções, em minutos.

 

Zonas de qualidade de serviço

Os padrões de qualidade de serviço a observar pelo operador de rede de distribuição podem variar de acordo com as zonas de qualidade de serviço. Para efeitos de aplicação do Regulamento da Qualidade de Serviço em Portugal continental, é definida a seguinte classificação de zonas de qualidade de serviço:

> Zona A: capitais de distrito e localidades com mais de 25 000 clientes;

> Zona B: localidades com um número de clientes entre 2 500 e 25 000;

> Zona C: os restantes locais.